sábado, 25 de setembro de 2010

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA / cesp-unb

DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA
A DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DA BAHIA (DPE/BA), nos termos da Lei Complementar Federal nº 80/1994, com as alterações da Lei Complementar Federal nº 132/2009, da Lei Orgânica Estadual da Defensoria Pública nº 26/2006 e do Regulamento do Concurso, publicado em 10 de agosto de 2010, torna pública a realização do VI concurso público para provimento de vagas no cargo de Defensor Público de Classe Inicial, mediante as condições estabelecidas neste edital.

Cargo
Defensor Público de classe inicial.

Vagas
50 vagas

Remuneração
R$ 12.803,31

Inscrições
Taxa:R$ 150,00

Horário:Será admitida a inscrição exclusivamente via Internet solicitada no período entre 10 horas do dia 29 de setembro de 2010 e 23 horas e 59 minutos do dia 28 de outubro de 2010, observado o horário oficial de Brasília/DF.

INMETRO / cesp unb

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL – INMETRO


INMETRO2010
O INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL (INMETRO), considerando a autorização do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, nos termos da Portaria nº 32, de 8 de fevereiro de 2007, publicada no Diário Oficial da União de 9 de fevereiro de 2007, com base na Lei nº 8.112, de 11 de dezembro de 1990, na Lei nº 9.515, de 20 de novembro de 1997, na Lei nº 11.355, de 19 de outubro de 2006, no Decreto nº 6.275, de 28 de novembro 2007, no Decreto nº 6.944, de 21 de agosto de 2009, publicado no Diário Oficial da União de 24 de agosto de 2009, e na Portaria nº 314, de 24 de setembro de 2009, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, publicada no Diário Oficial da União de 25 de setembro de 2009, torna pública a realização de concurso público para provimento de vagas nos cargos de nível superior – Analista Executivo em Metrologia e Qualidade e Pesquisador-Tecnologista em Metrologia e Qualidade – e nos cargos de nível médio – Assistente Executivo em Metrologia e Qualidade e Técnico em Metrologia e Qualidade –, mediante as normas estabelecidas neste edital.

Cargo
Analista Executivo
Pesquisador-Tecnologista
Assistente Executivo em Metrologia e Qualidade
Técnico em Metrologia e Qualidade

Vagas
Analista Executivo - 40
Pesquisador-Tecnologista - 84
Assistente Executivo em Metrologia e Qualidade - 10
Técnico em Metrologia e Qualidade - 79

Remuneração
Analista Executivo - R$ 5.964,34 a 7.563,01
Pesquisador-Tecnologista - R$ 5.964,34 a 7.563,01
Assistente Executivo em Metrologia e Qualidade - R$ 1.678,28 a 2.900,51
Técnico em Metrologia e Qualidade - R$ 1.678,28 a 2.900,51

Inscrições
Taxa:Nível Superior: R$ 120,00
Nível Médio: R$ 60,00

Horário:Será admitida a inscrição exclusivamente via Internet solicitada no período das 10 horas do dia 1º de outubro de 2010 às 23 horas e 59 minutos do dia 21 de outubro de 2010, observado o horário oficial de Brasília/DF.

DAE Bauru oferece vagas para engenheiros e geólogos / vunesp

DAE Bauru oferece vagas para engenheiros e geólogos
Os engenheiros das áreas civil e elétrica e os geólogos poderão se inscrever para o concurso do Departamento de Água e Esgoto de Bauru. A ficha de inscrição estará disponível em 4 de outubro, neste site. O prazo de inscrição termina em 5 de novembro. A taxa de inscrição é de R$ 70,00.

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Fundação Casa/SP - Inscrições até 19/10 Vunesp

- Ensino Médio Completo
- Sexo masculino
- Altura mínima de 1,65m, descalço
- Idade mínima de 21 anos

1.2.2. A remuneração de R$ 1.255,59 refere-se ao Salário Base (R$ 965,84), mais Gratificação de Regime Especial de Trabalho – GRET (R$ 289,75).
III – BENEFÍCIOS
3. Os benefícios oferecidos pela Fundação CASA/SP são:
3.1. Vale-Refeição no valor mensal de R$ 268,25 (duzentos e sessenta e oito reais e vinte e cinco centavos).
3.2. Vale-Alimentação no valor mensal de R$ 61,79 (sessenta e um reais e setenta e nove centavos).
3.3. Vale-Transporte – em conformidade com a legislação.
3.4. Assistência Médica – parcialmente subsidiada pela Fundação CASA/SP.
3.5. Assistência Odontológica – parcialmente subsidiada pela Fundação CASA/SP.
3.6. Seguro de Vida.
3.7. Auxílio-Funeral.
2
IV – DAS INSCRIÇÕES
4.1. As inscrições deverão ser efetuadas no período das 10 horas de 20 de setembro de 2010 às 16 horas de 19 de outubro de 2010, somente pela internet, site www.vunesp.com.br, conforme previsto no subitem 4.10. deste Edital.
4.1.1. Às 16 horas (horário de Brasília) de 19 de outubro de 2010, a ficha de inscrição e o boleto bancário não estarão mais disponíveis no site.
4.2. No ato da inscrição, o candidato deverá, obrigatoriamente, indicar na sua ficha de inscrição:
4.2.1. o código do cargo/macrorregião a que estará concorrendo; assim como a opção de cidade de realização da prova objetiva, quais sejam: Campinas ou Iaras ou Jacareí ou Marília ou Ribeirão Preto ou Santos ou São Paulo.
4.3. Se o candidato deixar de preencher a opção relativa à cidade de realização da prova objetiva, a prova deverá ser obrigatoriamente na cidade de São Paulo.
4.4. O valor da inscrição será de R$ 40,00 (quarenta reais).
4.5. Tendo em vista que a prova objetiva para o cargo em Concurso será realizada na mesma data e período, recomenda-se que seja feita inscrição somente para um código de cargo/macrorregião.
II – DAS VAGAS, DAS MACRORREGIÕES E DOS REQUISITOS
2.1. Os números de códigos das macrorregiões e suas respectivas cidades estão definidas no quadro a seguir:
Nºs DE CÓDIGOS DAS MACRORREGIÕES
CIDADES
1
Arujá, Diadema, Embu, Ferraz de Vasconcelos, Franco da Rocha, Guarulhos, Itapecerica da Serra, Itaquaquecetuba, Mauá, Mogi das Cruzes, Osasco, Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, São Paulo (Capital), Taboão da Serra e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
2
Americana, Atibaia, Bragança Paulista, Campinas, Jundiaí, Leme, Limeira, Mogi Mirim, Piracicaba, Rio Claro, Sumaré e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
3
Guarujá, Itanhaém, Juquiá, Mongaguá, Pedro de Toledo, Peruíbe, Praia Grande, Registro, Santos, São Vicente e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
4
Araraquara, Barretos, Batatais, Franca, Ribeirão Preto, São Carlos, Sertãozinho, Taquaritinga e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
5
Araçatuba, Fernandópolis, Irapuru, Lins, Marília, Mirassol, Ourinhos, Presidente Prudente, São José do Rio Preto, Tanabi, Votuporanga e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
6
Bauru, Botucatu, Cerqueira César, Iaras, Itapetininga, Sorocaba e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
7
Caraguatatuba, Jacareí, Lorena, São José dos Campos, Taubaté, Tremembé, Ubatuba e outros municípios que eventualmente venham a abrigar Unidades da Fundação CASA/SP.
2.2. O número dos códigos das macrorregiões conforme definido no subitem 2.1. deste Edital, o número de vagas em Concurso, por macrorregião; os códigos do cargo/macrorregião, assim como os requisitos encontram-se no quadro a seguir:
Nº DE CÓDIGOS DAS MACRORREGIÕES
Nº DE VAGAS
CÓDIGOS DO CARGO/ MACRORREGIÃO
REQUISITOS
1
330
001
2
150
002
3
40
003
4
100
004
5
09
005
6
40
006
7
50
007
- Ensino Médio Completo
- Sexo masculino
- Altura mínima de 1,65m, descalço
- Idade mínima de 21 anos
2.3. A descrição detalhada das atribuições do cargo consta do Anexo I deste Edital.
III

X – DAS PROVAS DE AFERIÇÃO DE ALTURA/ESTATURA E DE APTIDÃO FÍSICA
10.1. As provas de aferição de altura/estatura e de aptidão física serão realizadas na cidade de São Paulo.
10.2. As informações sobre a data, local, horário/turma da prova serão divulgados oportunamente por meio de Edital de Convocação a ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), divulgado no site www.vunesp.com.br e afixado na sede da Fundação CASA/SP (vide endereço no Anexo III deste Edital).
10.3. O candidato somente poderá realizar as provas na respectiva data, local e horário/turma constantes no Edital de Convocação.
10.4. Nos dias que antecederem à data prevista para as provas, o candidato deverá acompanhar a publicação do Edital de Convocação no DOE.
11
10.4.1. O candidato poderá, ainda consultar o site www.vunesp.com.br, ou contatar o Disque VUNESP, por meio do telefone (0xx11) 3874-6300, nos dias úteis, das 8 às 20 horas (horário de Brasília) ou verificar as listas afixadas na sede da Fundação CASA/SP (vide endereço no Anexo III deste Edital).
10.4.1. É de responsabilidade do candidato acompanhar a publicação do Edital de Convocação no DOE, não podendo ser alegada qualquer espécie de desconhecimento.
10.4.2. Somente serão convocados para as provas de aferição de altura/estatura e aptidão física - TAF os candidatos mais bem classificados na prova objetiva, respeitada a proporção de 10 (dez) vezes o número de vagas em concurso, por macrorregião, obedecidos os critérios de desempate previsto no subitem 9.3.1. deste Edital, conforme consta da tabela a seguir:
CÓDIGO DOS CARGOS/MACRORREGIÃO
CÓDIGO DAS MACRORREGIÕES
NÚMERO DE VAGAS
CONVOCADOS
001
1
330
3300
002
2
150
1500
003
3
40
400
004
4
100
1000
005
5
09
90
006
6
40
400
007
7
50
500
10.4.2.1. Os candidatos não convocados para as provas de aferição de altura/estatura e de aptidão física serão eliminados do Concurso.
10.4.3. Para a realização das provas de aferição de altura/estatura e de aptidão física o candidato deverá:
10.4.3.1. apresentar-se com 60 (sessenta) minutos de antecedência do horário previsto;
10.4.3.2. apresentar documento de identidade, conforme previsto no subitem 7.7.1. deste Edital;
10.4.3.3. entregar original de atestado médico expedido por órgão de saúde, público ou privado, emitido em período não superior a 30 (trinta) dias da data da aplicação desta prova, no qual deverá constar, expressamente, que o candidato está apto para realizar a prova de aptidão física deste Concurso, contendo data, assinatura, carimbo e CRM do profissional.
10.4.3.3.1. O atestado médico, de caráter eliminatório, visa avaliar as condições de saúde do candidato para a realização da prova.
10.4.3.3.2. O atestado médico não poderá conter expressão que limite sua validade no momento em que foi emitido, sob pena de eliminação do candidato na prova.
10.4.3.3.3. O candidato que não atender aos subitens anteriores será eliminado da prova de aptidão física.
10.4.3.4. Para esta prova o candidato deverá apresentar-se com roupa apropriada (calção e camiseta) e calçando tênis.
10.5. A aferição de altura/estatura terá caráter eminentemente eliminatório e será realizada com o candidato descalço.
10.5.1. O candidato que não possuir a altura mínima exigida, será considerado eliminado do concurso, tendo em vista o disposto no subitem 2.2. deste Edital, ficando impedido da realização da prova de aptidão física.
10.6. A prova de aptidão física terá caráter eliminatório e classificatório, sendo atribuídas notas na escala de 0 (zero) a 100,00 (cem).
10.7. A nota da prova de aptidão física corresponderá à média aritmética simples dos pontos obtidos nos quatro testes de aptidão física, aplicando-se a seguinte fórmula:
NA = (T1 +T2 + T3 + T4) / 4 onde:
10.7.1. Legendas:
NA = nota na prova de aptidão física
T1 = pontos obtidos no teste de flexo-extensão de cotovelos em apoio de frente sobre o solo, na escala de 0 (zero)a 100 (cem);
T2 = pontos obtidos no teste de resistência abdominal, na escala de 0(zero) a 100 (cem);
T3 = pontos obtidos no teste de corrida de 50 metros, na escala de 0 (zero) a 100 (cem); e
T4 = pontos obtidos no teste de corrida em 12 minutos, na escala de 0 (zero) a 100 (cem).
12
10.8. Para ser considerado habilitado na prova de aptidão física o candidato deverá obter, no mínimo 10,00 (dez) pontos em cada um dos testes definidos nos subitens 10.9.1., 10.9.2., 10.9.3. e 10.9.4. deste Capítulo, perfazendo a nota igual ou superior a 40 (quarenta) pontos.
10.8.1. Para a realização da prova de aptidão física – TAF, recomenda-se ao candidato que faça sua refeição com antecedência de 2 (duas) horas e 2 (duas) horas depois dos testes.
10.8.2. O aquecimento e a preparação para os testes de aptidão física – TAF são de responsabilidade do próprio candidato, não podendo interferir no andamento do concurso.
10.8.3. Se por razões decorrentes das condições climáticas, a prova de aptidão física – TAF for cancelada ou interrompida, a prova será adiada para nova data a ser divulgada, devendo o candidato realizá-la, desde o início, desprezando-se os resultados até então obtidos.
10.8.4. Na aplicação da prova de aptidão física – TAF não haverá repetição da execução dos exercícios, exceto nos casos em que a banca examinadora concluir pela ocorrência de fatores de ordem técnica, não provocados pelo candidato e que tenham prejudicado o seu desempenho.
10.9. Os testes a serem aplicados na prova de aptidão física serão os seguintes:
10.9.1. FLEXO-EXTENSÃO DE COTOVELOS EM APOIO DE FRENTE SOBRE O SOLO - Posição inicial: deitado, em decúbito ventral (peito voltado ao solo), pernas estendidas e unidas e ponta dos pés tocando o solo, cotovelos estendidos, mãos espalmadas apoiadas no solo, com dedos estendidos e voltados para frente do corpo, com a abertura um pouco maior que a largura dos ombros, o corpo totalmente estendido. Execução:
a) Flexão dos cotovelos aproximando, o corpo alinhado, do solo em 5 (cinco) centímetros, sem haver contato com qualquer parte do corpo com o solo, a não ser a ponta dos pés e as mãos.
b) Extensão dos braços voltando à posição inicial, completando assim 1 (um) movimento completo.
c) A execução do teste deverá ser ininterrupta, não sendo permitido repouso ou pausa entre as repetições.
d) Caso, na flexão dos cotovelos, o corpo esteja desalinhado ou toque alguma parte do corpo no solo a contagem será encerrada.
e) O objetivo é repetir os movimentos corretamente o máximo de vezes possíveis, em 60 (sessenta) segundos. O teste é iniciado com as palavras “Atenção... Já!” e terminado com a palavra “Pare!”. O número de movimentos executados corretamente em 60 (sessenta) segundos será o resultado obtido. O cronômetro deverá ser acionado ao ser pronunciada a palavra “Já” e travado na pronúncia de “Pare!”.
10.9.2. RESISTÊNCIA ABDOMINAL - O avaliado coloca-se em decúbito dorsal (de costas voltadas para o chão), com o corpo inteiramente estendido, bem como os braços, no prolongamento do corpo, acima da cabeça, tocando o solo com as costas das mãos. Através de contração da musculatura abdominal, sem qualquer outro auxílio, o avaliado adotará a posição sentada, flexionando simultaneamente os joelhos. É requisito para a execução correta do movimento que os braços sejam levados à frente estendidos e paralelos ao solo, e ainda que a linha dos cotovelos ultrapasse a linha dos joelhos durante a flexão. Em seguida, o avaliado retorna à posição inicial até que toque o solo com as mãos, completando um movimento, quando então poderá dar início à execução de novo movimento. O teste é iniciado com as palavras “Atenção... Já!” e terminado com a palavra “Pare!”. O número de movimentos executados corretamente em 60 (sessenta) segundos será o resultado obtido. O cronômetro deverá ser acionado ao ser pronunciada a palavra “Já” e travado na pronúncia de “Pare!”. É permitido o repouso entre os movimentos, sem interrupção da cronometragem do tempo previsto.
10.9.3. CORRIDA DE 50 METROS - O avaliado deve posicionar-se atrás da linha de largada, preferencialmente em afastamento ântero-posterior das pernas, devendo o pé da frente estar o mais próximo possível da referida linha. Ao ser dada a voz de comando “Atenção...Já!”, momento em que é acionado o cronômetro, o avaliado deverá percorrer, no menor período de tempo possível, os 50 (cinquenta) metros existentes entre a linha de largada e a linha de chegada. A marcha do cronômetro será interrompida quando o avaliado ultrapassar a linha de chegada com o tórax. O teste deve ser desenvolvido em pista de atletismo ou em área de superfície plana convenientemente demarcada. Caso ocorra a necessidade de se repetir o teste, haverá um intervalo mínimo de 5 (cinco) minutos. O resultado do teste será indicado pelo 13
tempo utilizado pelo avaliado para completar o percurso, com a precisão de centésimos de segundo.
10.9.4. CORRIDA EM 12 MINUTOS - O avaliado deve percorrer em uma pista de atletismo ou em uma área demarcada e plana, a maior distância possível, em 12 (doze) minutos, sendo permitido andar durante o teste. O teste terá início através da voz de comando “Atenção...Já!” e será encerrado através de dois silvos longos de apito no 12º minuto. Aos dez minutos de corrida será emitido um silvo longo de apito para fins de orientação aos avaliados, avisando que faltam dois minutos. Ao término da prova o candidato não deverá caminhar para frente do local correspondente ao apito de 12 minutos, podendo caminhar transversalmente ao percurso da pista.
10.10. Os desempenhos dos candidatos em cada teste de aptidão física serão transformados em pontos conforme tabela a seguir:
TESTES
IDADE/PONTOS
Corrida
Apoio de Frente
Abdominal
50 mts
12 minutos
De 21 a 25 anos
De 26 a 30 anos
De 31 a 35 anos
De 36 a 40 anos
41 anos ou mais
04
16
9”75
1500 m
0
0
0
0
0
06
18
9”50
1600 m
0
0
0
0
10
08
20
9”25
1700 m
0
0
0
10
20
10
22
9”00
1800 m
0
0
10
20
30
12
24
8”75
1900 m
0
10
20
30
40
14
26
8”50
2000 m
10
20
30
40
50
16
28
8”25
2100 m
20
30
40
50
60
18
30
8”00
2200 m
30
40
50
60
70
20
32
7”75
2300 m
40
50
60
70
80
22
34
7”50
2400 m
50
60
70
80
90
24
36
7”25
2500 m
60
70
80
90
100
26
38
7”00
2600 m
70
80
90
100
100
28
40
6”75
2700 m
80
90
100
100
100
30
42
6”50
2800 m
90
100
100
100
100
32
44
6”25
2900 m
100
100
100
100
100
10.11. A pontuação máxima possível para cada um dos 4 (quatro) testes é de 100 (cem) pontos, conforme estabelecido na tabela constante do subitem 10.10. deste Capítulo.
10.12. A interpolação de pontos, em relação à tabela constante do subitem 10.10. deste Capítulo, será feita da seguinte forma:
a) Flexo-extensão de cotovelos em apoio de frente sobre o solo: 5 (cinco) pontos por movimento completo;
b) Resistência abdominal: 5 (cinco) pontos por movimento completo;
c) Corrida de 50 metros: –1 (menos um ponto) a cada 0,025 (vinte e cinco milésimos) de segundo;
d) Corrida em 12 minutos: 1 (um) ponto para cada 10 (dez) metros percorridos.
10.13. O candidato que, em qualquer dos testes, não obtiver o índice mínimo (o que equivale a 10,00 pontos) será considerado eliminado, independentemente das demais pontuações.
10.14. Os testes serão realizados em um único dia, somente sendo considerado válido o resultado final obtido dessa forma.
XI – DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE E DA CLASSIFICAÇÃO FINAL
11.1. A nota final dos candidatos aprovados para cada código de cargo/macrorregião em concurso será apurada na seguinte conformidade:
11.1.1. Média aritmética simples obtida da soma da nota da prova objetiva e da nota da prova de aptidão física.
11.1.2. Os candidatos habilitados serão classificados por ordem decrescente da nota final obtida.
11.1.3. Na hipótese de igualdade na nota final entre dois ou mais candidatos, serão aplicados, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate ao candidato, observados os dados informados na ficha de inscrição:
14
11.1.3.1. com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos, nos termos do § único, do artigo 27, da Lei Federal n° 10.741, de 1° de outubro de 2003, entre si e frente aos demais, sendo que será dada preferência ao de idade mais elevada;
11.1.3.2. que obtiver a maior nota na prova de aptidão física;
11.1.3.2. que obtiver maior número de acertos nas questões de Conhecimentos Básicos;
11.1.3.3. que obtiver maior número de acertos nas questões de Língua Portuguesa;
11.1.3.4. mais idoso entre os candidatos com idade inferior a 60 (sessenta) anos.
11.2. Persistindo o empate, mesmo depois de aplicados os critérios de desempate previstos nos subitens 11.1.3.1. até 11.1.3.4. deste Capítulo, deverá ser feito sorteio na presença dos candidatos envolvidos.
11.3. As listas de classificação final serão elaboradas, por código de cargo/macrorregião em concurso, na seguinte conformidade:
11.3.1. lista geral, contendo todos os aprovados, inclusive os portadores de necessidades;
11.3.2. lista especial, contendo somente os portadores de necessidades especiais aprovados.

ANEXO I - DESCRIÇÃO DETALHADA DAS ATRIBUIÇÕES DO CARGO
Agente de Apoio Socioeducativo (Masculino) – Atuar de maneira pró-ativa perante o trabalho, buscando atitudes voltadas para a aplicação das medidas socioeducativas. Tomar ciência da situação da unidade, por meio da leitura do livro de ocorrência, da comunicação com os demais agentes na rendição do posto e com o Coordenador de Equipe. Obrigatoriamente, proceder à contagem dos adolescentes em toda passagem de plantão. Cumprir criteriosamente a designação de postos de serviço, respondendo pelo cumprimento das atribuições pertinentes aos postos em que for escalado. Cumprir o horário de escala com assiduidade e somente ausentar-se do posto após receber rendição e ou mediante autorização do superior imediato. Acompanhar a rotina diária do adolescente, tanto no que se refere à sua higienização, alimentação, saúde, quanto à conservação das condições ambientais adequadas ao desenvolvimento das atividades educacionais. Realizar, quando determinado, revista nas instalações físicas das Unidades. Solicitar ao superior imediato a realização de revista na Unidade, quando observar razões fundamentadas para tal. Acompanhar e auxiliar no desenvolvimento das atividades educacionais, nas dependências internas ou externas das Unidades. Participar do processo de acolhimento dos adolescentes da sua chegada à desinternação, orientando-os quanto às normas disciplinares e de convivência das Unidades. Acompanhar os adolescentes em atividades de transferências, audiências, atendimento médico/hospitalar, atividades sociais autorizadas, entre outras. Garantir as condições ideais de segurança e proteção dos profissionais e adolescentes de forma ininterrupta, de acordo com o artigo 125 do Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA, por meio de acompanhamento, observação e contenção, quando necessário, visando evitar tentativas de fuga individuais ou coletivas e movimentos de indisciplina. Zelar pelo uso adequado dos materiais em geral e dos recursos utilizados nas atividades educativas, bem como da preservação predial. Participar do processo de planejamento e organização das festividades, eventos e atividades desenvolvidas pelas Unidades. Participar da segurança externa das Unidades, zelando pelo patrimônio público e evitando entrada de objetos que possam comprometer a segurança. Realizar, de forma sistemática, revista individual nos adolescentes, servidores, bem como nos familiares, quando necessário, garantindo assim segurança e proteção. Participar de reuniões multidisciplinares, setoriais ou por convocação, a fim de favorecer o desenvolvimento da equipe e do adolescente quanto ao seu processo sócioeducativo. Solicitar ao superior imediato a possibilidade de realização de reuniões, para tratar de estratégias profissionais, quando observar razão fundamentada para tal. Sempre que necessário, relatar em formulário próprio quaisquer irregularidades que presenciar ou tiver conhecimento, representando as informações ao superior imediato. Sempre que necessário, compor Grupo de Apoio, para realização de ações coletivas devidamente comandadas e organizadas. Participar dos processos de educação continuada oferecidos pela Fundação, objetivando a sua capacitação e desenvolvimento profissional. Dar continuidade aos processos de educação continuada, apropriando-se dos documentos vigentes na Fundação, principalmente os que dizem respeito às leis, à socioeducação e à área de segurança, buscando otimizar seus conhecimentos. Executar outras atividades, no campo da segurança e disciplina, determinadas por autoridade competente pertinente ao setor pedagógico, de acordo com as orientações do Coordenador Pedagógico. Participar de processos de educação continuada oferecidos pela Fundação.
18
ANEXO II – CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
1) Língua Portuguesa – Interpretação de texto. Pontuação. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Vozes verbais: ativa e passiva. Colocação pronominal. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Crase. Sinônimos, antônimos e parônimos. Sentido próprio e figurado das palavras.
2) Matemática – Operações com números reais. Mínimo múltiplo comum e máximo divisor comum. Razão e proporção. Porcentagem. Regra de três simples e composta. Média aritmética simples e ponderada. Juro simples. Equação do 1.º e 2.º graus. Sistema de equações do 1.º grau. Relação entre grandezas: tabelas e gráficos. Sistemas de medidas usuais. Noções de geometria: forma, perímetro, área, volume, ângulo, teorema de Pitágoras. Raciocínio lógico. Resolução de situações-problema.
3) Conhecimentos Básicos – Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) Livro I - Título I - Das Disposições Preliminares - Título II - Dos Direitos Fundamentais. - Capítulo I - Do Direito à Vida e à Saúde - Capítulo II - Do Direito à liberdade, ao respeito e à dignidade – Capítulo IV Do Direito à Educação, à Cultura, ao Esporte e ao Lazer – Capítulo V – Do Direito à Profissionalização e à Proteção no Trabalho - Livro II - Título I - Da política de atendimento - Capítulo I - Das Disposições Gerais - Capítulo II - Das Entidades de Atendimento - Título III - Da Prática de Ato Infracional - Capítulo I - Das Disposições Gerais - Capítulo II - Dos Direitos Individuais - Capítulo III - Das Garantias Processuais - Capítulo IV - Das Medidas Socioeducativas - Capítulo V - Da Remissão - Título V - Do Conselho Tutelar - Capítulo I - Das Disposições Gerais - Capítulo II - Das Atribuições do Conselho - Capítulo III - Da Competência - Título VI - Do Acesso à Justiça - Capítulo I - Das Disposições Gerais - Capítulo II - Da Justiça da Infância e da Juventude - Capítulo III - Dos Procedimentos - Seção V - Da Apuração do Ato Infracional atribuído a adolescente - Seção VI - Da Apuração de Irregularidades em Entidades de Atendimento - Capítulo V - Do Ministério Público - Capítulo VI - Do Advogado; Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (SINASE); Constituição Federal: Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais – Capítulos I até o III – do art. 5º até o 13 - Título III – Da organização do Estado – Capítulo VII – Da Administração Pública – do artigo 37 até o 41 - Título VIII – Da Ordem Social – Capítulo VII.
ANEXO III – ENDEREÇOS
1) Fundação CASA/SP:
Endereço completo: Rua Florêncio de Abreu, 848 – Térreo – São Paulo – SP
Horário de atendimento: das 9 às 16 horas – dias úteis
Site: www.casa.sp.gov.br
2) Fundação VUNESP:
Endereço completo: Rua Dona Germaine Burchard, 515 – Perdizes – São Paulo/SP
CEP 05002-062
Horário de atendimento: das 9 às 16 horas – dias úteis
Telefone: (11) 3874-6300.
Site: www.vunesp.com.br.
19
20
ANEXO IV
DECLARAÇÃO PARA CANDIDATO DESEMPREGADO
D E C L A R A Ç Ã O
Eu, ___________________________________ , RG nº ____________ , CPF n° ______________, DECLARO, sob pena das sanções cabíveis, para fins de concessão de redução de pagamento do valor da taxa de inscrição, prevista na Lei n° 12.782, de 20.12.2007, publicada no Diário Oficial do Estado de São Paulo de 21.12.2007, e no Edital de Abertura de Inscrições nº 001/2010, da FUNDAÇÃO CASA/SP, que me encontro na condição de desempregado.
________________, ____ de _______________ de 2010
________________________________________
assinatura do candidato
E, para que chegue ao conhecimento de todos e ninguém possa alegar desconhecimento, é expedido o presente Edital.
São Paulo, 10 de setembro de 2010

Sertãozinho / Vunesp

Sertãozinho
A Prefeitura de Sertãozinho recebe inscrições para 86 vagas para cargos da saúde, com opção para níveis médio e superior. Os candidatos deverão se inscrever pela Internet, neste site, até 8 de outubro, mediante pagamento de taxa de R$ 40,00 (cargos de nível médio) ou R$ 70,00 (superior).

domingo, 19 de setembro de 2010

Prefeitura de Diadema - Inscrições de 20/9 a 22/10

2. Os cargos, número de vagas, requisitos exigidos, vencimentos e carga horária são os estabelecidos na
tabela que segue:
DENOMINAÇÃO DOS
CARGOS VAGAS
VAGAS
RESERVADAS
PARA
PORTADORES
DE
NECESSIDADES
REQUISITOS VENCIMENTOS
SETEMBRO/2010
CARGA
HORÁRIA
Ag. Fiscal II - Fiscal
Mun. -
Transportes/Trânsito
Cadastro
Reserva -- Ensino Médio Completo ou
Equivalente R$ 1.963,63 40

Ag. Fiscal II-Fiscal
Mun.-Meio
Amb/Seg.Alimentar
Cadastro
Reserva -- Ensino Médio Completo ou
equivalente R$ 1.963,63 40
2

Agente Administrativo II
- Escriturário 47 3 Ensino Médio Completo ou
equivalente R$ 1.135,92 40

Agente de Biblioteca 4 1 Ensino Médio Completo ou
equivalente R$ 1.329,21 40

Agente de
Comunicação - Ag.
Cultura
2 1 Ensino Médio Completo ou
equivalente R$ 1.699,65 40

Agente de Serviços II -
Borracheiro 2 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 810,59 40

Agente Serv. Cozinha II
- Cozinheiro 2 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 888,89 40

Agente Serviço
Funerário I 2 1 Alfabetizado (com no mínimo a
1ª série concluída) R$ 736,57 40

Agente Serv.Funerário
III - Aux. Necrópsia 2 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 888,89 40

Agente Serviços Gerais 47 3 Alfabetizado (com no mínimo a
1ª série concluída) R$ 640,23 40

Analista de O & M 1 -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Analista de Recursos
Humanos 1 -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Analista de Sistemas -
Banco de Dados e
Administração de
Dados
Cadastro
Reserva -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Analista de Sistemas -
Programação - Net/VB,
ASP/C#, JAVA/PHP
Cadastro
Reserva -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Analista de Sistemas -
Programação Visual e
Web
Cadastro
Reserva -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Analista de Sistemas -
Suporte
Cadastro
Reserva -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Armador 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 810,59 40

Arquiteto de Trânsito 1 1
Curso Superior Completo e
Registro no Conselho Regional
de Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30

Assist. em Enferm. II -
Téc. em Enfermagem
do Trabalho
1 1
Curso Técnico em Enfermagem,
Curso de Qualificação de Téc. de
Enf. do Trabalho e registro no
Conselho Regional de
Enfermagem
R$ 1.699,65 40
Assist. em Enferm. II -
Técnico em
Enfermagem
110 6
Curso Técnico em Enfermagem e
registro no Conselho Regional de
Enfermagem
R$ 1.699,65 40
Assistente Cultural 1 -- Curso Superior Completo R$ 2.736,10 30

Assistente Social 4 1
Curso Superior Completo e
Registro no Conselho Regional
de Serviço Social
R$ 2.736,10 30

Atendente de
Consultório Dentário 1 --
Ensino Fundamental Completo e
Registro no Conselho Regional
de Odontologia como A.C.D.
R$ 1.329,21 40

Carpinteiro 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 810,59 40

Desenhista Projetista 1 -- Ensino Médio Completo ou
Equivalente R$ 1.699,65 40

Eletricista 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 966,97 40

Eletricista de Veículos 1 -- 4ª série do Ensino Fundamental R$ 966,97 40

Encanador 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 966,97 40

Engenheiro - Agrônomo Cadastro
Reserva --
Curso Superior Completo e
Registro no Conselho Regional
de Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30
3

Engenheiro - Civil de
Obras 1 1
Curso Superior Completo e
registro no Conselho Regional de
Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30
Engenheiro - Civil de
Projetos 1 --
Curso Superior Completo e
registro no Conselho Regional de

Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30
Engenheiro - Meio
Ambiente
Cadastro
Reserva --
Curso Superior Completo e
registro no Conselho Regional de

Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30

Engenheiro - Segurança
do Trabalho
Cadastro
Reserva --

Curso Superior Completo,
Registro no Conselho Regional
de Engenharia e Arquitetura e
Curso de especialização em
Segurança do Trabalho
R$ 2.736,10 30
Engenheiro -
Telecomunicações e
Rede
Cadastro
Reserva --
Curso Superior Completo e
Registro no Conselho Regional
de Engenharia e Arquitetura
R$ 2.736,10 30

Funileiro 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 1.047,71 40

Guarda Civil Patrimonial 19 1 Ensino Fundamental Completo R$ 966,97 40
Jardineiro Cadastro
Reserva -- Alfabetizado (com no mínimo o
1º ano concluído) R$ 736,57 40

Mecânico II -
Mec.Maquinas Pesadas 1 1 4ª série do Ensino Fundamental R$ 1.200,21 40

Motorista III 9 1
4ª série do Ensino Fundamental
e ser portador da Carteira
Nacional de Habilitação - Modelo
D
R$ 1.047,71 40

Operador de Máquinas
Pesadas 1 --
4ª série do Ensino Fundamental
e ser portador da Carteira
Nacional de Habilitação - Modelo
D
R$ 1.200,21 40
Pedreiro 2 1 Alfabetizado (com no mínimo a
1ª série concluída) R$ 810,59 40

Serralheiro Cadastro
Reserva -- 4ª série do Ensino Fundamental R$ 966,97 40

Sociólogo 1 --
Curso Superior Completo e
Registro no Ministério do
Trabalho
R$ 2.736,10 30

Técnico Agrícola Cadastro
Reserva -- Curso Técnico em Agricultura
equivalente ao 2º grau R$ 1.699,65 40

Técnico em
Agrimensura 1 --
Ensino Médio Completo com
Registro no Conselho Regional
de Engenharia e Arquitetura
R$ 1.699,65 40

Técnico em Edificações 1 -- Curso Técnico em Edificações R$ 1.699,65 40

Técnico em Higiene
Dental 2 1
Ensino Médio Completo e
Registro no Conselho Regional
de Odontologia como T.H.D.
R$ 1.699,65 40

Técnico em Telefonia 1 -- Ensino Médio Completo R$ 1.699,65 40

Vidraceiro 1 -- Alfabetizado (com no mínimo a
1ª série concluída) R$ 736,57 40